Pensamentos que voam...


13/12/2010


Silêncio

Hoje, definitivamente me calo

Já não ouves o que falo

E em cada tentativa de amá-lo

Destruo-me, me abalo.

 

Fiz tudo o que eu podia

Pensando que ainda existia

Uma volta, revolta,  tardia

Achei que algo ainda valia.

 

Mera e tola ilusão

Você faz do meu céu seu chão

Dilacera sem dó o coração

E ainda acredita ter razão.

 

Não mais imploro

Lágrima nenhuma eu choro

Canso, mas sempre demoro

Agora, por você apenas oro.

 

Nada do que tentei faz sentido

Antes, eu já tivesse partido

Ao menos comigo a saudade teria ido

Agora, ficou apenas o que foi destruído.

 

Nosso futuro, no presente é passado

Devia eu, ter me calado

Porque mesmo tendo falado

Entrou por um ouvido e saiu do outro lado

 

Então por favor, se distancie

Nenhuma palavra pronuncie

Ainda que "eu te amo" te delicie

Eternamente meu silêncio aprecie.

 

 

Escrito por Marcia Costa às 17h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sul, GUARAPUAVA, CENTRO, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Informática e Internet, Arte e cultura, Balada, amigos
MSN - marcia4ever@hotmail.com

Histórico